Teto de táxi pode ser novo espaço de mídia

Postado por: ECOS em 16/10/2015

 
As telas digitais que exibem campanhas e notícias do dia em elevadores, relógios de rua e transportes públicos devem ocupar novos espaços. Experiências no Brasil e no exterior já testam o uso das telas de LED no teto de táxis, criando uma plataforma de mídia digital móvel. As primeiras experiências no Brasil foram feitas pela empresa mineira Uailed, especialista em publicidade digital ‘fora de casa’, com uma frota de 130 táxis de uma cooperativa que atende o aeroporto de Confins, em Belo Horizonte. 
 
A empresa comprou os painéis da China e adaptou a tecnologia para o mercado brasileiro. O projeto piloto mineiro recebeu anúncios de empresas como Claro e CVC, mas não está mais em operação. “Era um projeto piloto para testar o produto. Os grandes anunciantes querem entrar no mercado do Rio e São Paulo. 
Vamos adaptar o produto para lançar nessas praças”, disse o diretor da Uailed, Ricardo Roland. Estima¬sse que cada uma das capitais tenha pouco menos de 35 mil táxis em circulação. A Uailed está fazendo ajustes no produto para relança-lo no Rio, para tentar captar os anúncios relacionados à Olimpíada de 2016. 
 
A plataforma também é integrada ao Google Maps e pode disparar anúncios quando o táxi entrar em determinada área da cidade.  Outra vantagem do LED é que ele pode dividir o custo de anunciar no táxi entre várias marcas, algo que não é possível nas ações offline, como pinturas nas janelas.
Desde abril, há cerca de 20 táxis na grande Belo Horizonte circulando com campanhas em painéis de LED no seu teto e a longo prazo já existem projetos para exportar essa tecnologia para outros países, como o Chile e a Colômbia."
 
 
Fonte: estadao.com.br acessado em 16/10/2015


Voltar para página de notícias